Mata o Bono, mata!

Sei que não é novidade alguma o filme baseado no amigo de infância do popstar Bono Vox, entretanto, não deixa de ser um assunto deverás interessante para tratar aqui. Esses dias consegui assistir o filme com uma cópia sem legenda, tive que forçar meu inglês para entender o carregado sotaque irlandês dos personagens.


“Killing Bono”
(baseado no livro homônimo) poderia cair no clichê da típica cinebiografia de uma banda, mas faz ao contrário transformando a trágica carreira da Neil McCormick e sua banda Shook Up numa deliciosa comédia de humor-negro. Aonde o principal vilão não é o líder do U2, e sim o ego inflado e o temperamento teimoso de Neil

De datas de shows mal escolhidas a empresários picaretas, tudo parece um erro sem fim na carreira da “segunda maior banda da Irlanda”. O amigo azarado do Sr. Vox chegou ao absurdo de recusar shows de abertura durante a tour do arrasa-quarteirão “The Joshua Tree“. Algo considerado insano a décima potência mesmo na época.

O longa pode ser interpretado como uma carinhosa homenagem aos losers do rock. O elenco conta com Ben Barnes (Neil McCormick), o ótimo Robert Sheehan (vivendo o irmão Ivan McCormick), Martin McCann (Bono Vox) & Pete Postlethwaite em sua derradeira atuação, antes de nos deixar neste ano.

Abaixo, selecionei dois clipes da banda retratada na película, além de uma demo de 1978 do U2 Não poderia esquecer do trailer, claro!

Anúncios

Beastie Boys: “Fight for Your Right – Revisited”

Com um elenco estelar, os Beastie Boys jogam na rede o trailer de um interessante curta que antecipará o aguardado oitavo álbum ” Hot Sauce Committee Part Two“.

“Fight for Your Right – Revisited“, conta com figuraças do porte de Jack Black, Will Ferrel, Susan Sarandon, Seth Rogen e Tobey McGuire , revivendo os “Garotos Bestiais” na época do revolucionário “License to Ill (1985)”.

 

Thundercats 2011

E já que o longa ficou na promessa (por enquanto), fica de consolo para os fãs dos “gatos guerreiros” sua nova versão em estilo mangá que estreará muito em breve no canal a cabo Cartoon Network.

Os Thundercats serão apresentados para um novo público, e certamente serão assistidos pelos seus entusiastas que colecionaram álbuns e brinquedos deles (como eu).

Assistam ao trailer e a abertura clássica dos anos 1980.

Adventureland: Um verão no parque

Quem não teve um emprego temporário ruim, que atire a primeira pedra. O dinheiro nunca é o sufiente, porém, nos divertimos e conhecemos pessoas que de certa forma, mudam nossas vidas para o bem ou para o mal. Dirigido por Greg Motolla (“Superbad“), “Adventureland” (EUA/2008) que aqui no Brasil levou o tétrico título de “Férias Frustradas de Verão“, é baseado numa experiência vivida pelo diretor na década de 1980 no parque Farmingdale, em Nova Iorque. A ação do filme, se passa exatamente em 1987, ano em que o estudante geek James Brennan ( Jesse Eisenberg de “Zombieland“)precisa juntar uns trocados para sair de sua cidadezinha e alçar um novo voo em sua vida.

“Ei, você também gosta de Lou Reed?”

James não consegue nenhum trabalho devido a sua pouca experiência, e vê-se obrigado a aceitar uma vaga na nada glamourosa seção de jogos do fantástico parque de diversões local, recomendado pelo seu amigo maleta Frigo (Matt Bush de Haloween 2“), que tem o péssimo hábito de lhe cumprimentar dando um soco nas “jóias da família”. Quando tudo parecia dar errado para nosso mocinho, eis que ele conhece sua linda e cool colega de trabalho, a misteriosa Em Lewin, vivida pela nova namoradinha americana Kristen Stewart, do blockbusterTwilight“. Kristen, sintetiza a garota complicada e frágil que todo cara sensível e inteligente, gostaria de namorar, assim como Winona Ryder nos anos 80, e Claire Danes na década de 90. Motolla parece utilizar em seus longas, uma fórmula bem parecida com a do inesquecível John Hughes. Adolescentes angustiados com o rumo de suas vidas, o amigo nerd, o valentão pentelho, e os romances problemáticos. Com a diferença de serem apimenados, e regados com um pouco mais de álcool, sexo & erva.

O elenco ainda conta com o bonitão Ryan Reynolds (o Deadpool de ” Wolverine” ) e o sempre impagável Bill Hader (“Forgetting Sarah Marshall“), vivendo o perturbado dono do local. A trilha instrumental, ficou por conta dos amados veteranos indie rockers do Yo La Tengo, e as músicas que servem de pano de fundo, são uma viagem no tempo com diversas faixas que vão de Lou Reed a Replacements, e Judas Priest a Falco, a propósito, uma das melhores piadas do filme, se referem a  “Rock Me Amadeus“, do falecido cantor alemão. Mais de 41 faixas foram licenciadas, mas, menos da metade figuram na soundtrack oficial. Para quem procura uma comédia jovem com boas sacadas e um toque nostálgico, não deixe de assistir.

Trailer

Falco – “Rock Me Amadeus”

Blur lança documentário no início de 2010

Finalmente Damon Albarn (foto), Graham Coxon(foto), Alex James e Dave Rowntree, terão suas carreiras documentadas no cinema. “No Distance Left To Run“, cobre a historia do Blur, que foi um dos principais do movimento britpop da década de 90 com cenas de shows, backstage, e entrevistas. Além de falar sobre o retorno triunfal dos rapazes aos palcos neste ano, e que infelizmente, não tem data para acontecer novamente. O lançamento está previsto para janeiro de 2010 no Reino Unido.