Assista ao trailer de “New Lands”, o novo clipe do Justice

O duo francês Justice lançou, em parceria com a Red Bull, um teaser para o novo vídeo de seu single “New lands“. A música faz parte do recente álbum “Audio, Video, Disco“. Dirigido pelo coletivo espanhol Canada, o vídeo estará disponível na íntegra no redbull.com/newlands  a partir próxima quarta (11/7). Segundo informações da assessoria da marca.

A narrativa evoca a atmosfera dos antigos gladiadores da Roma antiga transportada para os dias de hoje. O campo de batalha lembra o do baseball: assim como vestuário dos jogadores que entram na disputa. O combate entre eles é o ponto central, e se dá de acordo com as regras do esporte particado na terra do Tio Sam.

Assista:

Anúncios

Sónar SP 2012: Resumo do dia 12/05

E rolou mais um dia da edição brasileira do Sónar. Com público maior do que na sexta, o festival trazia o line mais concorrido que lotaram os três palcos durante todo evento. Teve rock instrumental, dubstep, techno, maximal, technobrega, house e pop de FM. Infelizmente, as filas estavam piores que no dia anterior e os seguranças não estavam preparados para dar informações corretas aos transeuntes. Esperamos que isso melhore no ano que vem.

As atrações começaram mais cedo no Sónar Village e Sónar Hall. Dago, Gang do Eletro, Pazes, Psilosamples, Silva e Thomash (da Voodoohop) deram a tônica animando os palcos para o povo que começava a chegar. Mais tarde,  um tom mais experimental reinou por conta do Flying Lotus, Four Tet, James Blake (em sua versão Live), o lendário Ryuchi Sakamoto e Squarepusher (foto acima), um dos gigantes da geração IDM.

Uma das melhores performances da noite, em que o Justice parecia reinar absoluto, foram os escoceses do Mogwai. Com um paredão de guitarras ensurdecedor unido a harmonias climáticas, a banda mesmo prejudicada pela acústica e a falação da plateia, entregou um presente para seus fãs, que ficaram emocionados, com direito a um pequeno (e animado) mosh pit.

A apresentação durou mais tempo que o programado e seguiu com um caprichado set do DJ Bruno Belluomini, nome por trás da bem sucedida festa de dubstep Tranquera, que conta com um expressivo número de seguidores pelo país e foi a primeira noite feita por aqui dedicada ao estilo.

O Sónar Club novamente foi o espaço mais lotado e iniciou seus trabalhos com o DJ Nedu Lopes que teve a difícil tarefa de aquecer as pessoas para o ex- Gnarls Barkley, Cee Lo Green. O cantor surgiu no palco em meio a projeções que pareciam um misto de comercial do iPod com vinhetas da série cinematográfica OO7. Ele entregou (tarde) exatamente o que se esperava, um bom pop com influências de soul, r&b e hip hop. E dançava no melhor estilo de nosso inesquecível Tim Maia.

Os cariocas do The Twelves, fizeram um competente e curto DJ Set que foi interrompido para ajustes finais no grandioso palco do duo francês Justice. O séquito de Gaspard Augé e Xavier de Rosnay, lotava a frente do palco como se preparassem para algum culto religioso ao som de Queen e Led Zeppelin. A catarse aconteceu logo na entrada da dupla aliada a um impressionante show de luzes e alguns efeitinhos extras. Só tinha presenciado tamanha histeria num Live PA quando vi os Chemical Brothers pela primeira vez em 1998Os dois produtores executaram mashups de suas próprias composições, o que perdoa o fato de certos boatos que os acusavam de apenas dar apenas o Play num laptop ou CDJ. Segundo um amigo, esse Live é como se fosse o “The Wall” da eletrônica. Justiça seja feita.

Mais de duas da manhã e aguardava os alemães do Modeselektor e seu techno com batidas quebradas. Boa parte das faixas executadas seriam do recente “Monkeytown”. Bem, minha bateria não aguentou até a hora do Totally Enormous Extinct Dinosaurs e tive que voltar para descansar. Deixa pra próxima. 🙂

Kraftwerk substituí Bjork no Sónar 2012

Após o cancelamento de uma das principais atrações do dia 11 do festival Sónar 2012, eis que surge a notícia do fechamento dos pais da música eletrônica, Kraftwerk,  cobrindo a islandesa Bjork (que está com inflamação nas cordas vocais e teve que adiar sua vinda a América do Sul).

Abaixo, segue a nota recebida da assessoria do evento:

“O Sónar São Paulo tem o enorme prazer em anunciar o reverenciado grupo alemão Kraftwerk, o mais importante artista de toda a esfera da música contemporânea, como o headliner do primeiro dia do festival – 11 de maio. Em atividade desde 1970, o Kraftwerk, famoso no mundo inteiro por conta de suas performances audiovisuais, fará no Sónar São Paulo um show especial em 3-D, uma experiência inédita no Brasil e que por enquanto só foi vista em Nova Iorque.

A banda que melhor soube prever o futuro do pop, desde 2005, quando fizeram uma performance em plena Bienal de Veneza, tem sido convidada para se exibir no contexto das artes visuais, especialmente museus. Mas nada se compara ao tratamento dado há cerca de duas semanas atrás (10-17 de abril) pelo prestigiadíssimo Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMa), quando durante 8 noites consecutivas, o Kraftwerk apresentou no átrio do museu o projeto “Retrospective 12345678″, no qual apresentaram seu repertório completo – na íntegra e em ordem cronológica – e com acompanhamento visual em 3-D. Essa série de 8 shows foi vista por um público bastante reduzido, fazendo dela a mais disputada de todo o ano, por enquanto.

Kraftwerk é um dos nomes mais influentes não só da música dos últimos 40 anos (em especial o hip-hop e a eletrônica), mas de toda a arte contemporânea. Seus oito álbuns de estúdio – Autobahn (1974), Radio-Activity (1975), Trans-Europe Express (1977), The Man-Machine (1978), Computer World (1981), Techno Pop (1986), The Mix (1991) e Tour de France (2003) – são mais do que clássicos: são verdadeiros hinos da história recente mundial.

Formado por Ralf Hütter e Florian Schneider em 1970, na cidade de Dusseldorf, na Alemanha, em cerca de 5 anos o grupo já havia alcançado amplo reconhecimento internacional. Suas revolucionárias “pinturas sonoras”, sua experimentação musical com sintetizadores, composições com rítmos robóticos, técnicas avançadas de loop e os temas que anteciparam o impacto da tecnologia na arte e no cotidiano, influenciaram os mais variados artistas, nomes como AfrikaBambaataa, Devo, DepecheMode, FatboySlim, Chemical Brothers, Jay-Z e LCD Soundsystem – só para ficar entre aqueles que já samplearam o Kraftwerk em suas músicas.”

Björk cancela show no Sónar 2012

Há pouco, recebi  mensagem da assessoria do festival Sónar 2012 informando o cancelamento do show da popstar islandesa Björk  que iria acontecer no dia 11/05 no Anhembi. Por enquanto, a progrmação não sofre alterações e mantém o line up divulgado na imprensa.

Abaixo, segue a réplica do e-mail explicando:

“O Sónar São Paulo lamenta profundamente anunciar que a apresentação da cantora Björk no evento deste ano será cancelada. Será anunciado na imprensa e publicado no website oficial do evento (www.sonarsaopaulo.com.br) , nas próximas 48 horas, as informações sobre o procedimento de reembolso ou troca de ingressos.

Depois de exames detalhados, médico especialista da cantora recomendou repouso imediato das cordas vocais a fim de debelar os nódulos inflamados. Desde que Björk cancelou, sob orientação médica, dois shows na Argentina, quando esta condição surgiu, ainda é muito cedo para que volte a tentar cantar sob o risco de causar uma lesão permanente em sua voz. Mesmo querendo muito se apresentar, Björk não poderá fazer este show.

Pedimos desculpas por qualquer inconveniente que este fato possa surtir e agradecemos a compreensão de todos. Desejamos a Björk uma recuperação rápida e completa para podermos desfrutar de seu enorme talento o mais breve possível.

O Sónar São Paulo acontece nos dias 11 e 12 de maio, no ParqueAnhembi.  Durante os dois dias, o festival contará com mais de 50 artistas em performances de música avançada e new media art, incluindo concertos, DJ sets, performances audiovisuais e atividades para profissionais. O Sónar São Paulo 2012 combina showcases de talentos emergentes com grandes shows e produções audiovisuais de renomados artistas da cena eletrônica brasileira e internacional.

Reunindo shows de primeira linha como os de James Blake, Justice, Modeselektor, Little Dragon, Alva Noto & Ryuichi Sakamoto, Four Tet e Mogwai, o Sónar São Paulo inclui ainda em sua programação Cee Lo Green, Chromeo, Seth Troxler, Austra, Za!, Squarepusher, Hudson Mohawke, Totally Enormous Extinct Dinosaurs, Jeff Mills, Flying Lotus, Rustie, James Holden, John Talabot, Emicida, The Twelves, Bruno Belluomini, Psilosamples, Dago, GuiBoratto, DJMarky Vs Patife, M Takara Vs Akin, Gang Do Eletro, Silva e Ricardo Donoso, entre outros.”

Remixes para animar a semana

E para essa semana, separei alguns bons remixes que ouvi nos últimos tempos. Alguns feitos por produtores internacionais que admiro, outros por amigos (e conhecidos) com talento para transformar  artistas mais cabeçudos  e introspectivos em  faixas sob medida para uma pista de qualidade.

Tem o italiano Bottin, o francês Joakim (foto), e os brasileiros Zopelar, Database, Glocal , Chernobyl e Zero Discokillah. Ouçam.

Joakim

Bottin

Pedro Zopelar

Database

Glocal

Chernobyl

Zero Disco Killah