Resenha: Nils Frahm e Sóley (MIS 22/04)

Pic por Marina Lang

Num domingo frio e chuviscando, poucas pessoas se dispõe a deixar o conforto de seu edredon para encarar algum evento no início da noite. Com preço honesto e uma programação curiosa, o festival  Nova Cultura Contemporânea trouxe o pianista alemão Nils Frahm e a cantora islandesa Sóley (foto) que apresentaram-se ontem para um público quase hipnotizado por suas performances.

As duas atrações subiram no palco com pouco atraso e demostraram uma visível timidez no início. Aos poucos foram tomados pelo calor da plateia e até esboçaram algumas piadas ao microfone.

O símpatico Nils Frahm foi o primeiro a se apresentar com suas composições que faziam todo sentido naquela noite gélida. Bem, o auditório estava quente neste momento porque foi pedido o desligamento do ar-condicionada para que o barulho não atrapalhasse suas longas e belíssimas peças musicais. Todas as faixas poderiam figurar em alguma boa trilha sonora, o músico mostrou destreza nas teclas do piano e provou que a  música clássica pode atrair uma nova (e interessada) audiência.

Vinda da Islândia , e passando pela segunda vez no país, Sóley mostrou-se visivelmente afobado no início de seu show. Com repertório que misturava indie pop, folk e toques de eletrônico, a moça fez o show “alegre” da noite. Boa parte do repertório foi calcado em seu novo EP “Theater Island”, muitas projeções de rostos e passáros povoaram as paredes do local recriando seu mundo particular.

Saldo positivo para um domingão sem muitas expectativas.

Pic por Pâmela Sarabia

Anúncios

Um pensamento sobre “Resenha: Nils Frahm e Sóley (MIS 22/04)

  1. Pingback: Stone Roses: O show completo no Heaton Park (29/6/12) « DISCOTECA KAMIKAZE

Os comentários estão desativados.