Um Beatle no tempo das cavernas

Sempre que me perguntam sobre o Ringo Starr, eu falo que ele fez duas grandes coisas em sua carreira. Ter feito parte dos Beatles e  ser o protagonista de “Caveman“. Aí vocês perguntam – Que diabos é isso?  Em 1981, o diretor Carl Gottlieb dirigiu essa comédia pré-histórica com um elenco que contava com os ainda novatos Dennis Quaid, Shelley Long & Barbara Bach (esposa de Ringo na época).

O filme contava  saga do rejeitado Atouk (Starr) que vivia à margem de sua tribo dominada pelos mais fortes. Uma noite após tentar seduzir a mulher de seu impiedoso líder “Tonda” (vivido pelo já falecido John Matuszak, famoso no papel de Sloth em Goonies) nosso herói parte pelo mundo afora se deparando com outras figuras incompreendidas que o seguem para formar um novo grupo que vai acompanhá-lo em sua jornada contra os valentões da idade da pedra.

O longa é (quase) todo falado num dialeto similar ao usado em “A Guerra do Fogo“, produzido no mesmo ano. Um show à parte, são os hilários dinossauros de stop-motion concebidos por Jim Danforth (de “Fúria de Titãs“). Se você já viu, é sempre bom rever. Se ainda não viu, espere um besteirol de alta classe.