30 anos sem Ian Curtis

18 de maio de 1980. Ian Kevin Curtis (Ian Curtis) é encontrado morto em sua casa aos 23 anos de idade. O vocalista e letrista do pioneiro Joy Division havia dado cabo de sua vida devido à problemas de saúde e por causa de seu conturbado divórcio. Os remanescentes formaram o bem sucedido New Order, após superar o trauma de perder uma figura genuína e tão carismática como a de Ian.

Hoje completam 30 anos de sua morte e de sua saída prematura do showbusiness. O compositor de “Love Will Tear Us Apart“, “She´s Lost Control“, “Atmosphere” e “Disorder“, deixou para posteridade uma coleção de canções que exploravam o lado negro do amor e das relações humanas. Sua curta estada no planeta rendeu um belíssimo longa dirigido por Anton Corbjin e um documentário reunindo depoimentos de seus colegas musicais e amigos pessoais, apoiado por cenas raras de ensaios e shows realizados no final dos anos 70.

A primeira vez que ouvi falar no Joy Divison, foi nos anos 80 através do saudoso programa Som Pop, enquanto passavam clipes de grupos que estavam em alta na época, no meio deles surge o vídeoclipe de “Love Will Tear Us Apart”. O refrão grudou na minha cabeça e anos mais tarde comprei a coletânea “Substance“, um dos discos que mais ouvi na vida e logo eles haviam se tornado uma de minhas bandas favoritas de todos os tempos.

Ficava intrigado ao pensar que algo tão sombrio deu origem ao dançante New Order. Comecei a ler livros e artigos sobre eles (na época tudo era muito complicado sem a internet) e fui me interessando cada vez mais em caçar material deles. No meio dos anos 90, quando trabalhava numa loja de discos, ganhei uma edição importada do “Closer” de uma conhecida que não era tão fã deles como eu (sorte minha). Além disso, havia adquirido outra compilação chamada “Permanent“, que continha algumas faixas em versões diferentes das originais (coisa de colecionador).

Abaixo, a versão original do maior hit deles & suas devidas versões:

Joy Division

Swans

New Order

Thom Yorke/Atoms for Peace

2 pensamentos sobre “30 anos sem Ian Curtis

  1. Pingback: Tweets that mention 30 anos sem Ian Curtis « Discoteca Kamikaze -- Topsy.com

  2. Eu nunca imaginei que teria de percorrer pelos esconsos caminhos de um ignorado sentimento, quando subitamente, ouço alguém chamar, então espero pelo dia de amanhã e nada daí havia a esperar.

Vai, pode falar.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s